A Carta

Oi, como vai você?
Escrevo para contar que sonhei com você durante todo o fim de semana… Pois é, coisa engraçada, não é? Quando acordei no domingo o dia estava nublado… Disseram que amanheceu chovendo. Lembra quando ficávamos debaixo das cobertas nesse tempo? Era bom, né? A gente não fazia porr* nenhuma, só assistia série de TV… Pedia comida e ficava juntinho. Sim, era muito bom.

Bom, estou escrevendo porque sei lá, me deu vontade… Faz meses que não vejo seu rosto, todos os fins de semana a gente se via… Agora, breu. Como será que está sua barba? Você não gostava muito de fazer, dizia que ficava com cara de moleque, haha. Como vai sua família? Tudo bem? Mande beijos para a sua mãe, ela cozinhava como ninguém, Deus do céu o que era aquele bolo de milho da feira… O cuscuz então…

Disseram outro dia que eu tenho que voltar para a análise… Ou terapia, mas bem, como você sabe eu sou bem teimosa e não quero gastar meu dinheiro com isso, prefiro continua comprando besteiras para comer e livros que me prometo durante MESES ler, mas na real, eu acabo lendo 1 dos 10 que comprei, é… Isso não é nenhuma novidade, você já estava cansado de saber, haha.

Bom, estou escrevendo (droga, eu só digo isso, desculpa)… Para sei lá, saber como você está, espero que esteja bem. Quem sabe a gente se esbarra por aí um dia, não é? Talvez no metrô, agora eu trabalho na Zona Norte e passo muito pelo centro, sempre quando pego a Linha 3 Vermelha eu lembro de Itaquera… Que viagem até lá. Abriu um café perto de casa, mas acho que logo fecha, nada fixa ali perto da Love Story. Sabe o que aconteceu semana passada? Uma mulher no ônibus armou um mini barraco com o motorista, ele estava correndo bastante ali no Minhocão. Eu chamei de mini barraco pois logo ela saltou do busão. Minhocão. Eu chamei de mini barraco pois logo ela saltou do “busão”.

Ah!!! Você não sabe da MAIOR, estou fazendo marcado quase toda semana, que saco, né? HAHAHA tenho muita saudade de morar com a minha mãe nessas horas… Era mais divertido fazer mercado com ela por perto, ou você. Eu demorei para descobrir que sabão em pó, só ele, já deixa um cheiro gostoso na roupa, não é necessário assim comprar um amaciante, mas bem… Eu gosto de amaciante ainda assim, pena que são caros, né?

Lembra quando fazíamos planos de morar juntos? Pois é, que coisa, não, rs? Bom, eu sei que isso não vem ao caso mas lembrei… Espero que você esteja e seja muito feliz, mesmo, você merece.

Só escrevi isso tudo pois… Sei lá, deu saudade… Saudade do seu cheiro e da sua gargalhada.

Um beijo, se cuida.

Ps. Heart – Mind.

(A maioria das imagens destacadas são extraídas de: weheartit.com)

Grace and Frankie

O que você faria se descobrisse, no auge da terceira idade, que seu marido é gay? Para muitas pessoas pode ser um problema mas Grace e Frankie estão lidando com isso e mostrando que o amor é a coisa mais importante no mundo; ora, afirmo isso pois o primeiro episódio já é tapa na cara, entendeu? Os maridos de Grace e Frankie anunciam que estão apaixonados um pelo outro.

Grace and Frankie é uma série de televisão, americana, do gênero comédia. Criada por Marta Kaufmman (Sim, FRIENDS) e Howard J. Morris (Home Improvement) em 2015, conta com um elenco de ponta: Jane Fona (Grace), Lily Tomlin (Frankie), Martin Sheen (Robert), Sam Waterston (Sol), June Diane Raphael (Brianna), Brooklyn Decker (Mallory), Ethan Emory (Coyote), Baron Vaughn (Bud). Sim, ela está no Netflix, ela é do Netflix e corre porque já tem duas temporadas maravilhosas, cheias de amor e confusão! Os episódios tem duração de 30 minutos cada e em cada um você vai chorar, vai rir, vai se sentir culpado… Enfim, você vai sentir muitas emoções sobre questões básicas que não paramos mais para pensar com toda a correria do cotidiano 😉

Quer spoiler? HAHAHA, nananinanão, né? Então vai lá e corre! Essa é só uma dica/recomendação. Tá, oh… Vou colocar só o trailer para você sentir o gostinho, ok? ❤

Grace-and-Frankie-Netflix-Original-Cast

Insônia

17/03/2014

Sinto seu perfume pela sala e pelo quarto

Estão espalhadas fotografias nossas pela casa
Em preto e branco vejo nitidamente nosso passado colorido, o que será do futuro?!

Sinto um aperto constante no peito,
uma saudade que às vezes chega a doer mas,
guardo pra mim, não quero parecer uma louca desvairada.

Sinto um constante estranhamento ao não escutar com frequência sua voz, mas,
ainda lembro dela,
como ela é doce e calma,
como ela entra na alma.

O instante do primeiro beijo não sai da minha cabeça,
o céu estrelado está aqui a 90 km daí, mas não tão bonito como aquela noite.

A primeira troca de olhar ainda me causa borboletas no estômago

Conto os dias mais do que os últimos 365,
conto os cinco dias pois sei que virão três ao teu lado
e como desejo estes três, meu Deus…

“Eu quase posso ouvir a tua voz, sinto a tua mão a me guiar pela noite a caminho de casa”

 

.large

o desassossego do (desa)ssossego

O tempo arrasta ao mesmo tempo que voa.
você olha para o relógico e ainda é 10h, mas, dali a pouco já é…

O coração aperta, e num piscar de olhos…
você já não está mergulhado num profundo escuro.

Como num salto, um susto,
você levanta e não escuta nada a sua volta.
Não sabe até onde gostaria de chegar ou com quem gostaria de acordar,
mas sabe claramente onde está.

O barulho do zíper fechou
um ciclo e sem olhar para trás, decidiu seguir viagem.

Não sabe ainda qual é a parada final,
mas no meu coração…
Sempre há vários pontos,
os quais eu vivo baldeando meu coração.
Muitas vezes encho ele de saudade e poucas de amargura.

O pneu que curva as estradas de Santos,
me diz exatamente a hora de chegar, mas…
eu nunca tenho certeza sobre qual hora sair e voltar.

Dizer até breve, semana que vem é uma das coisas mais difíceis.

13330910_10209085621834683_824169340637865782_n