O dia da saudade

Atenção, caro(a) leitor(a), o texto abaixo é sobre corações que não se calam e a vontade de, muitas vezes, ir sem querer. Ir(,) sem querer.

Extraído de weheartit

Era 3h e eu acordei de um pesadelo. Ainda quando estava de olhos fechados pude ver você se afastando de mim, estávamos no meio de uma floresta e, de repente você soltou minha mão e começou a correr na direção oposta. Eu gritei seu nome mas não adiantou, sumiu em meio um monte de árvores.

Acordei, olhei para o lado e você não estava ali também, não era um pesadelo, era a verdade. Eu estava com o rosto todo encharcado de suor, podia sentir isso no travesseiro todo molhado. Pensei em te mandar uma mensagem mas desisti, não achei tão viável assim, afinal, o que eu diria? Quero você, não aguento mais esses dias, estão um verdadeiro tormento sem a sua voz, sem o seu toque. Era exatamente o que eu gostaria de dizer, mas tem uma maldita linha fina chamada Moral e Bons Costumes que separa isso da mensagem. A pessoa que inventou essa linha esqueceu que o coração não quer falar da moral, muito menos dos bons costumes pois ele quer falar do agora, do suor que o pesadelo de não ter você perto causou em meu rosto.

Não conseguia mais dormir, resolvi ligar a televisão e estava passando aquele filme que ficamos de ver pouco antes de tudo acabar, estava pausado pois nesse meio tempo eu já comprei, assisti inúmeras vezes. A culpa é das estrelas. Terminei de ver e preciso dizer que chorei horrores, chorei até soluçar. A culpa não é minha, nem sua e agora inventaram que é das estrelas, mas acho que não. No meio do filme falaram alguma coisa sobre infinito particular. Que tolice a minha, acreditei nisso um bocado de tempo do tanto que ficamos juntos, mas era só mais um de muitos outros infinitos que irão se criar em minha vida, assim como na sua.

Bom, não te mandei a mensagem, mas escrevi aqui pois pensei em também mandar um e-mail, mas quer saber? Que se dane, já é um puta alívio falar aqui mesmo. Também é um alívio depois de 6 meses saber que o nosso infinito que era um dos mais belos, está agora em outro canto do meu quarto, talvez outros infinitos possam ser formados naquele que era o nosso canto.

Espero que você ache outro infinito também. Baby, bye. Um beijo, se cuida.

(alguns termos em inglês me dão tesão de escrever).