Oração

Em dois meses eu
Mudei para São Paulo
Comecei a faculdade
Passei a dividir quarto com a minha irmã
Passei a dividir a cama com a minha irmã
Quebrei um copo de liquidificador quando abri a porta do armário, eles saiu rolando e ficou entre o fogão e a geladeira
Eu quebrei uma jarra, lavando-a
Quebrei uma taça de vinho
Um copo de cerveja estourou na minha mão
Eu me perdi para chegar no inglês
Pensei por um segundo que estava em Santos
Que era só seguir reto toda vida na avenida que você dava no destino
Fiquei sem dinheiro para o ônibus
Recebi ajuda de uma moça que eu nem conhecia
Dormi na faculdade porque fiquei ilhada,
Passei muito frio
Fui abordada por sulistas, mexicanos e bolivianos querendo me vender livro
Entrei pela primeira vez em uma biblioteca
Fui demitida de um emprego em uma semana
Fiquei uma noite sem dormir, escrevendo uma crítica de cinema
Voltei a jogar tennis
Cortei minha perna na geladeira de ovos do supermercado
Tentei lavar roupa e na primeira vez, rasguei a blusa nova da minha irmã
Cozinhei pela primeira vez: Arroz integral e frango… Ainda sim, o arroz ficou meio duro.
Fui em uma festa da faculdade
Fiquei com muito frio
Fui no teatro
Fui pela primeira vez sozinha no cinema
Comecei a frequentar a livraria cultura todas as quartas
Visitei o MASP
Fiz amizades
Chorei de saudade e sorri de emoção
Fotografei
Peguei o ônibus errado e dei um role pela cidade,
Parei em uma rua escura, sem ninguém, só com o ônibus de volta.
E principalmente: Tive força de vontade para levantar da cama e viver cada um desses dias.
Que venham muitos outros, amém!

Anúncios

Indefinido.

Mas nessa noite meus olhos brilharam
Seu cheiro ficou em mim e eu gostei disso
Eu dormi antes de você aparecer, mas despertei ao saber que a caminho você estava
Então, eu sorri de ponta a ponta
Não consigo disfarçar o brilho interno que você causa em mim
Ficamos pouco tempo conversando, tempo pouco que me fez sorrir
Não precisamos trocar mais de meia palavra
O que será esse tipo de sentimento?
Não sei a definição
Mas pensando bem, não quero que tenha uma
Só quero continuar te olhando e sorrindo.

Passagem.

Minha mente trabalha a mil por hora.

Nada me dá vontade de levantar da cama de manhã,
Não tomo café preto, como e tomo o que dá.

Faz frio fora de época e o céu é preto com azul nos dias,
Mas ele é rosa ao final de tarde de cada final de semana.

Venta e o vento faz um barulho que as vezes dá medo,
Me leva á infância, me faz viajar, me faz sentir como se eu ainda tivesse 8 anos.

Acordo atrasada ás vezes
Posso até esquecer meu almoço,
Mas nunca esqueço da minha camisa dos Beatles de segunda
Ou ainda da Amy de quarta.

A preguiça me consome constantemente,
Meu sono está desregulado,
Eu tenho vontade de ficar me espreguiçando eternamente,
A cama é gigante e meus pensamentos parecem tão pequenos quando se concentram no quarto.

De onde eu vim tinha a paz semanal
E onde eu moro atualmente, o ônibus parece uma competição de fórmula 1
Mas, é uma competição do motorista com os pedais do grande espaço enlatado
Meu coração acelera a cada freada

Minha mente entra aos poucos em contato com a cidade que eu vivo
Talvez demore,
Talvez demore uns meses
Mas quem disse que eu estou com pressa?
Não quero atropelar o tempo
Quero caminhar lentamente com ele
Meus pensamentos voam longe, mas sempre voltam para o mesmo lugar.

Descombinado

Sou esquisita 

Não sou padronizada
Não quero nada certo
Não quero tudo errado
Quero tudo meio a meio.
Sendo tudo meio a meio,
Talvez seja tudo meio perfeito.
Meio errado pelo meio certo,
Se formando o quase tudo certo.
Espero que você goste,
Se você não gostar, não tem problema
Mas também não crie probemas
Deixo meus pensamentos livres
Livres como os livros.