Particularidades.

Rebobino a mente 
Volto á infância 
Inocência, sutileza, pureza, delicadeza.
Passando lentamente um filme na cabeça
Travo nos momentos 
Alguns bons, porém também os ruins. 
A fita é constituída de música, dança, sabor, gesto, cheiro, cor, toque
Não adiantar, talvez parar ou voltar. 
Voltar não para regredir mas para refletir
Sentir em cada volta o mesmo gosto que teve no segundo que aconteceu.

Passo pela pré adolescência 
Temores vem á tona
Bons e ótimos momentos
Muitos sorrisos e surpresas
Descobrimento de um mundo novo
Palavra responsabilidade surgindo com seu louco sentido se diferenciando cada vez mais e mais.
Gostos mudados, beijos apertados, abraços agarrados, amigos costurados, amigos desde que me conheço por gente.
Cresço e despareço com as espinhas e marcas da fase.

Comigo vem a adulta e os amigos que já estavam.
Não mudo muita coisa, talvez meu estado de espírito
Um ano sofrido com lágrimas que alguns julgam ser de crocodilo, com a sofrida decisão sobre a profissão.
Vem a renovação, a purificação da alma, o novo ano.
Finalmente, chego ao estágio atual: Ensino Superior. 
Correria,felicidade,espontaneidade,simplicidade,veracidade. 
Sentido de tudo em cada palavra até hoje escrita, graças a minha faculdade
Sentido das coisas, busco o sentido do mundo, do meu mundo. 

Music for soul.

Ouça bem o ritmo da música que você escolheu para hoje
Acompanhe com seus pés cada vibração dela.
Ela é sincera para você tanto quanto as pessoas são.
Te faz enlouquecer, estremecer.
Remexa, requebre, desça até o chão
Sem vergonha nenhuma bota tudo pra quebrar.
De um lado para outro, rápido ou devagar
Sinta ela dentro de você.
Se você estiver acompanhado melhor ainda, mas mesmo que sozinho faça isso.
Penso que nada pode ser comparado a emoção de colocar um LP na vitrola, por exemplo.
O que seria o mundo afinal sem música?
Eu não sei, se souber de algo melhor que isso pode falar, mas que eu duvido… Ah eu duvido!

Feel.

Perdidos em nosso subconsciente.
Viajamos todos os dias até as raízes de nossos pensamentos
Tentamos concretizar um dia inteiro, que na verdade, se concretiza de forma parcial em relação a qual planejamos.
Estamos sempre com pressa, sempre correndo e na função.
Não nos damos ao luxo de olhar para o céu com alguma atenção devida, a não ser para ver se vai chover, ou reclamar que está muito quente.
Nos damos ao luxo de ficarmos presos em nossos mundos particulares e infinitamente provocantes.
Cheios de confortos e luxos ao nosso redor.
Perdemos contato com as poucas pessoas de coração, carne e osso que restam ao nosso entorno.
Não vivemos a nossa era, estamos sempre querendo regredir.
Por outro lado, alguns querem progredir antes do tempo.
Ficamos constantemente em uma máquina do tempo interna,
Tentando arrumar o que passou e adivinhar o que virá.
Não nos contentamos com o que temos, com quem somos.
Queremos mais e mais e no final, ficamos e somos frustrados.
Quem sabe, em algum dia próximo, poderemos todos nos conformar como somos e quem somos.
Quem sabe, mesmo que não falemos a língua dos anjos, mas que falemos todas as línguas, nós iremos ser felizes com o que temos.
O importante é não se arrepender do que passou, pensar no que está acontecendo e esquecer o que poderá vir.
Somos partes de um todo e partes de nada.

Mulher todos os dias.

Somos frágeis por dentro,
Fortes por fora.
Derramamos muitas lagrimas, muitas sabemos que nem valem a pena, mas as deixamos cair.
Somos manteiga derretida naqueles dias, rapadura ás vezes, maçã do amor todos os dias.
Não queremos nada e queremos tudo.
Somos complexas e perfeitas.
Sabemos qual defeito sustenta nosso edifício, e que edifício.
Enlouquecemos os homens e as outras mulheres.
No fundo, todas nos arrumamos para outra mulher, isso é difícil de admitir.
Fazemos carão, sentimos ciúmes, é claro que sentimos.
Sentimos ciúmes daquilo que não é nosso, daquilo que nunca foi nosso.
Apertamos suas bochechas e dizemos: Coisa fofa da minha vida. Vocês são as coisas fofas das nossas vidas.
Gostamos de desafios, gostamos de beijos na testa, gostamos de tudo que é doce e delicado
Gostamos de lutar com vocês, mesmo sabendo que vocês são mais fortes, é só pela pegada de colo e no final um beijinho.
Muitas de nós (como eu) nunca ganharam rosas, mas se vocês abrirem o sorriso, já um jardim para nós.
Sabemos provocar e conquistar as coisas, e ao longo de tantos anos inúmeras conquistas já fizemos.
Adoramos umas compras, seja do que for, adoramos comprar.
Filmes na sexta de noite, com vocês são perfeitos. Somos sim essa coisa melo cueca ás vezes.
Gostamos da beleza, da simplicidade e do clichê.
Gostamos de muitas coisas, mas principalmente de sermos mulheres.
Afinal, você já parou para pensar como o mundo seria vazio sem nós?
Ps: O mundo também seria vazio sem vocês, homens. Fiquem calmos 😉

Feliz “todos os dias da mulher”.